21 de novembro de 2016

Os vizinhos

Os vizinhos são gente muito esquisita, e só me apercebi quando me mudei para Viseu e passei a viver num prédio. Quer dizer antes disso já o sabia, mas a dinâmica de um prédio é muito diferente. Há horas a partir das quais não podes fazer barulho, há, pelo menos de minha parte, uma tentativa de cumprir essas regras, mas sem sempre é completamente possível. Sempre tive um vizinho que por ter crianças pequenas era o primeiro a ir chamar a atenção de quem quer que fosse e a chamar a policia se necessário. Normalmente isto acontecia em dias de festas académicas (metade do prédio são famílias de velhinhos e uma com crianças e outra metade são estudante) mas acho que nada é comparável ao que aconteceu na noite de sábado passado...
Imaginem o que é estarem a dormir e de repente acordarem com duas pessoas a discutir aos berros em pleno corredor do prédio às 2h da manhã. Inicialmente até pensei que estava a sonhar mas o barulho foi de tal ordem que me obrigou a levantar. Eu vivo no último andar e de momento não tenho vizinhos da frente por isso essa hipótese estava descartada, eram mesmo os vizinhos de baixo! Depois de entrarem em casa e baterem as portas umas quantas vezes lá se ouvia o "tens razão" por parte dele e o "vou-me embora" por parte dela, mas não foi...
Durante cerca de uma hora fiquei acordada à espera de ouvir alguém bater-lhes à porta, fiquei à espera - com muito medo - de ouvir um estado ou algo que se assemelhasse, fiquei à espera de conseguir perceber o que se passava - confesso, se é para falar alto  e para nos acordar senhores vizinhos pelo menos falem alto o suficiente para se perceber tudo (risos). Fiquei à espera, mas nada aconteceu, nem o vizinho nem a policia apareceram lá, também não houve sinais de violência, não houve choro, houve sim uma discussão a desvanecer e um sono a voltar...

Eu sei que sou daquela pessoas que durante o dia, mesmo estando sozinha, falo sozinha aos berros e tudo mais, mas amigos vizinhos há limites para tudo...

4 comentários:

  1. No meu caso o máximo que acontece é arrastar móveis de resto até não me posso queixar em relação aos vizinhos :p

    Beijocas,
    ANDA DAÍ!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também não tinha razões de queixa até estes se mudarem para cá.. tem sido uma constante...

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Sei muito bem o que é isso de vizinhos barulhentos, acho que o mínimo de civismo não custa nada a ninguém...
    Beijinhos,
    An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Há giveaway Oriflame a decorrer no blog :)

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelo comentário! A vossa opinião é muito importante e ajuda-me a melhorar o conteúdo!
Após aprovação responderei a todos os comentários e visitarei os vossos blogs.
Espero que voltem!