28 de julho de 2017

Diário de uma educadora de infância #JTD28

Ontem à noite estava a pensar na vida e lembrei-me que nunca vos tinha feito um verdadeira diário de uma educadora de infância e achei que esta era a altura. É altura porque consigo olhar para as peripécias com outros olhos, é a altura porque penso todos os dias nos meus meninos e enquanto não tiver outros falo-vos destes...
Mas por onde começar no meio de tanta peripécia que aconteceu de outubro de 2016 a maio de 2017? Comecemos exatamente pelo início, a primeira semana, o primeiro dia! Sim eu lembro-me bem deste dia!


Chegamos ao jardim de infância sem nenhum professor para nos apresentar, não conhecíamos o local, muito menos as pessoas. Lá fomos perguntando onde era a sala da educadora C e lá ficamos à espera que ela chegasse. Chegou e pôs-nos logo à vontade "posso tratar-vos por tu não posso?" perguntou ela muito sorridente. As crianças começaram a chegar e olhavam para nós como se fossemos extraterrestres, e para eles o facto é que éramos! A maioria manteve-se muito desconfiados, a maioria também já supunha que fossemos estagiárias, já tinham passado por lá outras estagiárias noutros anos, a maioria não nos deu confiança nenhuma, olhavam de lado, falavam a medo,... Mas há sempre uma minoria e esses foram a M e o T. 
A M e o T eram ambos recém chegados ao grupo assim como outra quatro crianças e adotaram-nos  de imediato. A M com os seus escassos 2 anos é a criança mais despachada que conheço até hoje, mas ao mesmo tempo muito carente de atenção. Quando perguntamos à M como se chamava ela respondeu muito envergonhada "princesa, chamo-me princesa M" e nós sorrimos derretidas. O T com os seus 4 anos e acabado de chegar doutro jardim era o rapaz que mais atenção pedia e queria sempre colo, mas ao mesmo tempo, assim como a M o que tinha a personalidade mais definida e ao mesmo tempo mais torta... Os dois queriam colo e nós demos, mas as outras crianças viram e também quiseram e nós também! 
Lembro-me da sensação de não ter pernas, lembro-me de ter as pernas esticadas e ter cinco crianças lá sentadas durante mais de 20 minutos... 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelo comentário! A vossa opinião é muito importante e ajuda-me a melhorar o conteúdo!
Após aprovação responderei a todos os comentários e visitarei os vossos blogs.
Espero que voltem!